ATEU ! O HOMEM QUE MATOU O PAPAI- NOEL.(parte II)

Quando eu crescer vou querer ser igual a você,todos dirão ao me verem fazendo boas ações , vejam! La vai aquele homem muito parecido com  papai Noel distribuindo de graça, tudo o que é  bom para  seus filhinhos trabalhadores, por isso  queremos ser iguais a ele. Mesmo ainda sendo pequeninho , já estou procurando seguir o seu bom exemplo.

 Para ateu essa  foi pior do que uma punhalada pelas costas, que se fosse em outra pessoa erraria o alvo de longe, mas devido ao seu enorme orgulho pegou lhe bem  em cheio, e  atingiu o desiludido Ateu a onde doía mais no seu enorme orgulho, agora já muito ferido por aquelas palavras humildes e sinceras, pensou rilhando os dentes: “Seria melhor ter nascido surdo do que ter ouvido isto… (cuidado com aquilo que desejarem…crianças…porque os seus desejos poderão virar realidades….he..he..he ).

 Não acredito que existem pessoas que acreditam nesta fabula de papai Noel,pronto não tenho mais tempo a perder este será o primeiro a ser salvo de suas crenças em ilusões, e não cobrarei nada por isso, pois a salvação do Ateu e gratuita para as vitimas de crenças impostas pelos outros, coitados que agem pela fé daquilo que não existe.

E aproveitando da inocência daquela criança achegou-se próximo a  janela em surdina para que os sábios pais da criança não percebessem a sua presença daninha e se fazendo passar por um bom amigo ( como a serpente do paraíso)tentava plantar as sementes que trazia no seu coração desiludido, também no coração dos outros para que se parecessem com ele, pois isso alimentava muito o seu ego. E começou dizendo: Querido amiguinho não perca o seu tempo conversando com papai Noel porque ele não existe, você se lembra a quantos anos vem pedindo por um simples par de tênis novos,uma bola,uma bicicleta nova ? E quanta vezes ele te atendeu ? Nenhuma né ? Que peninha…não ? Pois é eu sinto muito….( muito prazer) em te dizer que pai Noel a rena voadora do nariz vermelho, saci perere, fada madrinha, gênio da lâmpada  e E..T.S não podem atender pedidos por que eles não existem. O menino não queria acreditar que um ser em que ele havia colocado todo o seu ideal de vida, como um filho que entrega sua vida na mão de um pai, pois acredita ser ele o todo poderoso,o amor generoso, perfeito e justo por todos os seus filhos, o menino acreditava no papai Noel e sonhava um dia quando crescesse que seria  igual  e tão bom quanto papai Noel.

O  bom menino tinha admiração e confiança no papai Noel e  mesmo sem conhecê-lo pessoalmente, já tinha ouvido muito a seu respeito e como ele ajudava a todos que o procurassem, então tinha feito do papai Noel seu melhor amigo, a ele recorria em pensamento quanto estava triste,  imaginando um rosto de um pai amoroso, logo voltava a se alegrar,quando ganhava coisas boas dizia deve ter sido o papai Noel que mandou de alguma forma para mim através de outras pessoas, assim vivia o menino alegremente tendo muita fé no papai Noel  e guardava no intimo um desejo bem contrario a do Ateu exterminador de papai Noel, o bom menino queria reunir toda a forca do seu próprio ser para poder, bondosamente trabalhar como um mini papai Noel, para assim conquistar por merecimento próprio o direito de conhecer pessoalmente o verdadeiro e único papai Noel. Sentimento muito diferente do desiludido Ateu, este orgulhoso egoísta e agora também descrente , por mera vaidade de não ter sido atendido seus desejos mesquinhos,guardava no coração o cego veneno da vingança  que sem que ele tivesse dado conta que o seu próprio veneno ,também o matava lentamente,  sem que ele percebesse que estivesse sendo envenenado , só perto da morte, quando a mãe dor e o pai sofrimento trouxerem o seu filho juízo para conversar com o dono do veneno, para que finalmente a dor consiga abrir os seus olhos e ele perceba  envenenava a si próprio em  sua frágil vida.

Ateu percebendo as divagações do bom menino, raspou a garganta…ham..hamm  Hellou tem alguém ai ?…Alo alo contato chamando terra… Acriança voltou atenção e riu , pensando como um adulto pode ser tão ridículo quando quer ser, não ?

O orgulhoso Ateu riu pensando que o menino ria para ele e não dele, e pensou : Agora ficou fácil, esta ingênua criatura já esta me achando com cara de bonzinho, vai ser fácil tirar o doce da criança ! E  ria Ateu  também, com muito gosto das suas próprias idiotices.

E continuou a plantar suas sementes da desilusão, da descrença ,desvirtuando e denegrindo a imagem do bondoso papai Noel . Como era Ateu, ingrato e cego  pelo orgulho , sua ignorância nunca tinha deixado perceber que o papai Noel  também o amava muito, e que sempre estava presente na vida de dele através de outra pessoas mais sabias . Ateu ingratamente não conseguia reconhecer que se ele, hoje era um “homem” isto só lhe foi possível graças aos presentes secretos e anônimos  vindos de papai Noel,tais como saúde,inteligência ,família e o principal sua própria vida. Sim ele era como bonecos inconscientes que haviam nascidos do Barros, mas só foram trazidos a vida real pela bondade do papai Noel .

E voltando, seu ataque continuou: Então né ? Sabe aqueles pedidinhos que você guarda ai escondidinho ai no fundinho do seu inocente coraçãozinho ? Esqueça ! Papai Noel não existe!  Rolou uma lagrima pelo inocente rosto de criança . Ateu não se conteve, e gritou e começou a gesticular como um louco: “ Já era..agora esse ta no papo…e nois mesmo, mais um anjinho que virou demônio, eu sou muito bom mesmo. Consigo facilmente transformar crentes no papai Noel em  um Ateu, ….eu disse Ateu ?…transformar inocentinhos em mim mesmo ?       ….continua em (parte III)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s