ATEU ! O HOMEM QUE MATOU O PAPAI- NOEL. (inicio I)

por Criaturo

Em: um pouco mais da mitologia ateísta  

Era uma vez, uma criancinha que tinha nascido com espírito de Tome, por mais que seus pais tentassem mostrar lhe  algo positivo, devemos  considerar  que coisas boas não são facilmente vistas, ele dizia só acredito se  ver e puder tocar.

Sendo muito pobre, tinha muitos sonhos infantis que dificilmente poderiam ser realizados pelos seus pobres pais. Estes diziam lhes: Querido filho Ateu seja bonzinho que papai Noel atendera alguns dos seus pedidos infantis. Embora Ateu duvidasse muito que  papai Noel pudesse existir  de fato, vendo uma oportunidade de satisfazer seus pedidos, tentou  enganar a si mesmo fingindo estar escrevendo para ele, sabem como é coisas típicas de crianças mimadas que não se importam muito com seus ideais mas dão muita importância para as coisas materiais.

Mas chegando o natal o pequeno Ateusinho se torturava pela duvida:  “será que vou ganhar,será que não “, mas o natal foi-se, levando com ele toda a sua esperança.Embora sem nenhum merecimento ou direito, achava que tinha sido enganado, pelos seus próprios pais, agora sim tinha certeza: “Papai Noel não existe coisa nenhuma e a revoltada incompressão tomou lhe conta do seu ser. Seus pobres e sábio pais tentaram persuadi- lo que papai Noel existia e que era bom, porque já havia lhe dado muitas coisas boas que ele as usava todos os dias, como a sua saúde,inteligência ,alimentação, família um lar e principalmente a vida pois sem ela nada disso seria possível. Mas o menino Ateu dizia vocês tão querendo me  enganar com falsos argumentos, que papai Noel que nada, eu já nasci com tudo isso. Se existisse um papai Noel de verdade ele atenderia os meus pedidos de criança, brinquedos, lazer e diversões improdutivas, isso é o que eu quero . Assim  o pequeno  e ingrato Ateu não possuía ainda discernimento, nem visão amadurecida para enxergar que as suas reais necessidades já tinham sidas atendidas pelo papai Noel. Mas não era esse o tipo de Pai Noel que Ateusinho tinha idealizado como sendo bom para ele, para ser perfeito papai Noel, tinha que satisfazer todos os seus desejos de criança mimada e preguiçosa, como não existia um papai Noel do jeito que o  deixava feliz, Decidiu naquele momento de contrariedade, que a partir dali, colocaria todo o seu ser em um único propósito da sua vida, matar o papai Noel da vida de todas criancinhas ingênuas que ainda se iludiam com o bom e sábio papai Noel. Sim cortaria o mal pela raiz, pois as crianças ingênuas são mais fácies de serem manipuladas sem muito questionamento, alem do mais filhote castrado não gera mais filhotes.

Assim cresceu  o Ateusinho odiando papai Noel e todos os contos de fadas que contavam como ele era bom e ajudava as pessoas A REALIZAREM SEUS SONHOS, isso o irritava muito os contos de pessoas felizes com seus desejos realizados,enquanto ele na sua vidinha real era infeliz e nenhum pouquinho realizado. Mais isso iria mudar, se um papai Noel imaginário não conseguia realizar o desejo dele, Ele mesmo seria o seu próprio papai Noel real , porque tinha capacidade para realizar o seu maior desejo : “matar o papai Noel de todas as pessoas” Assim foi crescendo ateusinho juntamente com a sua revolta , pois não se conformava com as crenças de inocentes crianças que ainda se iludiam com esse conto de fada de papai Noel, por  isso a maldade tomou conta do seu coração e disse: Agora que eu já sou um homem grande formado intelectualmente, cheio da ciência humana, o meu enorme conhecimento atesta toda a minha sabedoria , agora já sei influenciar e manipular a opinião de outros, de forma que eles pensem que estão agindo por conta própria, porque crianças são assim mesmo você lança uma bola novinha e elas só querem saber de ficar chutando sem se preocupar de onde veio aquela  bola,quem passou primeiro,  se por “acaso” é também falsificada, nem quanto custou, nem quanto vai lhe custar quando  virem sua frágil e falsa bola furada e inutilmente abandonada por todas as crianças já amadurecidas . Sentiram inveja quando virem uma criança boa, jogando com bolas originais de fabrica,de ótima procedência, sólidas e com uma  enorme consistência, que duram  uma eternidade. A verdadeira bola da vida que dura uma eternidade e dada pelo papai Noel e não, pelo inexpressivo “acaso”. E pensava: Sou inteligente,intelectual e possuo o grande poder de persuasão,já que não e possível matá-lo fisicamente, pois ele nuca existiu, serei um SOLDADO MATADOR DE SONHOS defensor do meu próprio ideal de moralidade , E LIBERTADOR de crenças em ilusões, convencerei a todos crentes e ignorantes, que papai Noel e um conto de fadas, uma ilusão de quem como eu não queria aceitar a perda de presentes, um consolo para perdedores, uma fuga do real.

Começarei na época em que as pessoas estão sofrendo mais essa ilusão, o natal e a data perfeita para que os crentes sejam decepcionados e contrariados os seus desejos  eliminarão papai Noel das suas vidas, facilmente e  com muito gosto.

 E caminhando passou próximo de  uma singela casinha, muito pobre mesmo, onde o pequeno cômodo estava muito mal iluminado por uma fraca luz de vela. E ouvindo as sinceras palavras de um inocente menininho assim mesmo como ele fora também um dia:

 ” Querido papai Noel, como eu te admiro, você e muito bom, ouve todos os pedidos dos sábios  e também dos insensatos mas, atende a todos com muita justiça, bondade e sabedoria.    ……continua em (parte II)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s